Como avançar nos estudos de poker e ter sucesso?
Sem categoria

Como avançar nos estudos de poker e ter sucesso?

Home / Blog & News / Como avançar nos estudos de poker e ter sucesso?
March 24, 2021 3:04 pm | por DM Créditos

Conhecido por ser o jogo da mente, o poker é um esporte que requer muito estudo e conhecimento, mas, não se engane em achar que apenas os iniciantes precisam buscar informações, até os profissionais do mais alto escalão investem constantemente uma boa parte do seu tempo aperfeiçoando suas habilidades. 

É claro que praticar é primordial para aplicar a teoria aprendida nos livros, porém, não é nem de longe a única coisa que você deve fazer. É importante lembrar, que a quantidade de players no Brasil aumenta a cada dia mais, em uma progressão absurda, todos buscando uma forma de se destacarem e serem os melhores.

Então por que não alavancar os seus estudos e estar um degrau acima desses jogadores?

É sobre isso que falaremos neste artigo. Vencido os estudos básicos do poker, é o momento de avançar em conhecimentos mais específicos! Veja abaixo o que você também deve saber sobre o poker.

Aprender a selecionar as batalhas que você irá enfrentar é o primeiro passo para se tornar um grande jogador.

Seleção dos Jogos

A seleção de jogos é a peça chave nos jogos de poker, para isso, é importante que você se atente aos seguintes passos:

  1. Aprenda o básico e o conheça como ninguém;
  1. Estabeleça uma base que seja sólida para jogos que sejam fortes;
  1. Construa o seu padrão, ou seja, aquilo que você acredita e confia ser a melhor forma de jogar e não solte ele por nada, mesmo que a sua intuição diga para fazer outra coisa. Dessa forma, você estará à frente de muitos oponentes.
  1. Fique longe de mãos problemáticas, principalmente se o seu objetivo é ganhar dinheiro. Saiba dizer “NÃO”.

A grande maioria dos jogadores não selecionam quais jogos irão disputar e acabam participando de muitas rodadas, até porque, muitos deles estão ali apenas para se divertirem e não para ganhar a vida com o poker, a eles damos o nome de “jogadores recreativos”. 

Caso o seu intuito com o poker seja avançar, construir uma carreira profissional e ganhar dinheiro, é necessário saber quando evitar rodadas perigosas e desnecessárias, bem como abandonar jogos que os riscos se sobressaem nas recompensas.

Há quem diga que definir quais mãos participar ou não é como tomar a decisão sobre um investimento pessoal, você pode tomá-la por puro capricho ou pode procurar uma oportunidade que te traga um melhor retorno sobre o investimento.

No calor do momento pode ser difícil tomar algumas decisões e é exatamente por isso que ter o seu padrão de jogo bem definido te ajudará.

Você deve sair de casa com a decisão tomada sobre como irá avaliar quantas e quais mãos estará disposto a participar, infelizmente não há uma receita de bolo a ser seguida, a experiência e o know-how te levarão à perfeição. 

Exemplo: 

Caso você ainda tenha alguma dúvida sobre selecionar jogos, imagine a seguinte situação:

Supondo que um jogador pague todas as apostas da rodada, do início ao fim, exceto quando realmente já estiver visivelmente derrotado. É um jogador com grandes possibilidades de ganhos, uma vez que cobre todas as apostas possíveis sem realizar uma seleção.

Entretanto, ao mesmo tempo, é um jogador que rapidamente será notado e os demais oponentes não sentirão mais a necessidade de blefar, então, também é um jogador que poderá ter seu saldo consumido com mais velocidade. 

Se ainda estiver em dúvida, tente apostar em todas as rodadas sem um padrão sólido criado e veja quanto tempo durará o seu saldo. 

Paciência

Já ouviram aquele ditado de que “paciência é uma virtude”? Então, é exatamente sobre isso que vamos falar agora. 

Pegando um gancho no tópico acima que falamos sobre a importância de selecionar os jogos, se você não tiver disciplina e paciência de nada adiantará. A ideia é você esperar por boas mãos e jogá-las com agressividade!

Não caia na armadilha de que pelo fato de estar em uma mão problemática, em uma posição inicial, sendo forçado a pagar um aumento que tudo estará perdido. Repito, tenha PACIÊNCIA, do contrário estará cada vez mais longe do padrão e seletividade criado por você.

A paciência está inteiramente ligada ao mantra “seja seletivo, seja agressivo”, e o quão seletivo você será vai variar de acordo com a densidade do jogo e do padrão que você estabeleceu.

Lembre-se: o que é ser seletivo para você pode ser uma coisa completamente diferente para o seu oponente, e, além disso, muitos deles não se importam em criar essa seleção.

Mãos como: AJ, AT, QJ, QT e JT do mesmo naipe, embora sejam consideradas mãos jogáveis, devem ser tratadas com muito cuidado, e é aqui que a paciência prevalece novamente. Jogar essas rodadas indiscriminadamente pode afetar e muito o seu saldo caso você esteja na posição errada! 

Agressividade e Estratégia

Jogar com agressividade não significa dar tiros no escuro, é preciso ter raciocínio lógico e muito conhecimento acerca do jogo, principalmente das probabilidades, que é algo que falaremos adiante. Além disso, é também você ser esperto e entender quando recuar e quando utilizar novas estratégias de jogo.

Ser agressivo em um jogo no-limit, por exemplo, é usar da sua aposta para manipular as probabilidades que o pote oferece aos demais jogadores. Ao fazer uma aposta relativamente grande, em um jogo selecionado, você pode prevenir o seu oponente de disputar o pote.

Pensando em um jogo com limite fixo, o que você pode fazer é apostar no limite em que você acredita que o seu oponente não o fará para poder derrotá-lo. É muito importante que você consiga fazer a leitura dos demais jogadores da mesa e que não se perca no calor do momento, lembre-se da seleção dos jogos! 

Ao menor risco dos oponentes entenderem qual o seu padrão de jogo, você já deverá ter pensado em planos B,C e até D. Por isso deixo aqui 03 estratégias de jogo que podem ser úteis para vocês caso isso aconteça:

Apostas Blocker (Blocking Beats)

Supondo que esteja com um jogo médio, acredita ser o melhor da mesa mas não tem a certeza disso e por isso não quer se arriscar em uma alta aposta. Dessa forma, o seu melhor ataque será a defesa

Faça apostas menores para evitar que o seu oponente te force a fazer apostas maiores do que você planejou. Mas cuidado, oponentes estratégicos, agressivos e com alto nível de conhecimento podem identificar a sua tática e até entenderem como sinal de fraqueza.

Qual o melhor momento para usar?

  • Em pote 1 para 1, quando você tiver a liderança ao longo das rodadas. Evite ser pressionado;
  • Para confundir o seu oponente, caso você esteja com um draw razoável, faça uma aposta defensiva e não seja cercado;
  • Para evitar que o seu oponente faça apostas no river, utilize essa tática no turn. Lembre-se de utilizar com uma mão que possa vencer o showdown.

Qual o pior momento para usar?

  • Contra um oponente que tem claro conhecimento das suas fraquezas e que também está apresentando um jogo muito agressivo e perspicaz. 
  • Quando o outro jogador demonstrar que vai pagar com uma mão pior do que a sua;
  • Quando você perceber que o seu oponente fará uma aposta pequena, o ideal é pagar tranquilamente.

Small Ball Poker

Essa é uma técnica muito utilizada em torneios, na qual permite que você proteja o seu stack, ou seja, as suas fichas de jogo, enquanto você procura de forma contínua ganhar os potes dos outros jogadores com o menor risco possível.

Isso significa que você pode procurar por alternativas e rotas de menor variância para jogar a mão do que tentar ir all-in pré flop, por exemplo.

Em um torneio, principalmente nos primeiros níveis, são encontrados jogadores inexperientes e é o momento que você pode aproveitar para conseguir mais potes. Entretanto, isso não é tudo, não basta reconhecer um jogador inexperiente e sim qual o tipo/padrão daquele jogador:

  • Padrão seletivo fraco: aqueles que não assumem nenhum tipo de riscos e só colocam fichas no pote se tiverem, de fato, boas cartas.
  • Padrão calling station: é o tipo de jogador que pagará a sua aposta com qualquer par que tiver, com eles você poderá se envolver no maior número de potes possíveis, pois os riscos são mais baixos.
  • Padrão do grande pote: é aquele cara que sempre vai repicar você. O ideal é você se colocar numa posição em que o pote vale muito a pena de ter, mas que não vale a pena roubar devido ao risco. Nesse momento esses jogadores se perdem no que fazer e por isso é perfeito.

Quando não usar essa estratégia?

Atente-se ao tipo de jogo em que está e principalmente aos jogadores da mesa. Se você estiver em uma mesa com bons jogadores e uma mão boa, se prepare para ir pra cima, jogue grande e os force a colocar dinheiro.

Jogada Squeeze

Terceira e última estratégia, a jogada squeeze. Muitos jogadores tentam enganar os oponentes se mostrando espertos e articulosos, às vezes a intenção em si nem é a de ganhar dinheiro, e sim se mostrarem fortes. E é exatamente aqui que eles caem.

O objetivo dessa jogada é empurrar ao máximo o jogador para fora do pote depois dele ter comprometido as suas fichas. Aumentar e repicar as apostas de forma antecipada, até mesmo com uma mão fraca, simplesmente os farão desistir da rodada.

A ideia é de que os seus aumentos sejam de forma que assuste os demais oponentes, os confundindo completamente no jogo. Mas cuidado, deve ser usada de forma correta para não ser descoberto e acabar com o padrão criado por você, além de fazer você perder as suas fichas e não eles.

Qual o melhor momento para usar?

  • Você precisa ter feito corretamente a leitura da mesa e precisa ter certeza de que irá funcionar, afinal, você estará investindo muitas fichas em mãos inclusive ruins;
  • Quando os oponentes da mesa já sabem que você seleciona os seus jogos, eles não esperam de você um blefe (que é algo que falaremos adiante);
  • Quando os outros jogadores são considerados intermediários, ou seja, estão entre os iniciantes (que não costumam arriscar) e entre os especialistas (que facilmente reconhecerão sua jogada);

Qual o pior momento para usar?

  • Quando você percebe que seus oponentes estão com boas cartas. Você pode identificar isso em jogadores seletivos (a menos que ele esteja blefando, mas melhor não arriscar) e se o segundo jogador repica. Logo, você pode entrar em apuros;
  • Quando você já realizou o movimento recentemente, mesmo com uma mão forte na primeira vez. Alguém pode querer “pagar pra ver”.

Blefar

Blefar no poker é uma das partes mais emocionantes do jogo. Mas diferentemente do que os iniciantes acreditam, blefar no jogo é muito mais do que fazer cara de “paisagem”, você tem que saber blefar! Não é sobre você ter que blefar e sim quando fazer isso, pois é bem provável que se não fizer, outros farão e você perderá.

É necessário manter o controle da situação, fazer isso de maneira desordenada e contínua fará com que seja descoberto e aí toda a sua credibilidade irá ralo abaixo. Por exemplo, você perdeu algumas rodadas seguidas, logo, esse não é o momento certo para o blefe, uma vez que já está em atenção pelos demais oponentes.

Além disso, é necessário ter em mente que você pode não ser o único a fazer isso, então preste atenção nos sinais da mesa. 

É muito importante também prestar atenção em jogadores inexperientes, isso mesmo, eles podem te dar trabalho. Pela falta de experiência no jogo, eles não saberão ainda ler a mesa corretamente e podem acabar percebendo que você está fingindo.

E então, vale a pena blefar quando?

  • Quando há poucos jogadores na mesa, por dois motivos: 1. menos mãos, menos chances de jogos bons. 2. menos jogadores, menos pessoas para convencer.
  • Se seus oponentes possuírem poucas fichas, é o momento de explorar esses pontos fracos;
  • Jogo sem limite ou mesa alta, será mais difícil de pagarem a aposta.
  • Ninguém aumentou até então e você está nas últimas posições, mas cuidado, esse é um blefe óbvio.

Gestão de Dinheiro e Saldo

Há quem diga que gerenciar seu saldo e seu dinheiro não é tão importante assim quanto de fato aprender as regras do jogo, mas esse é um pensamento incorreto.

Não se pode fazer uma boa gestão de sua carreira no poker sem ter, no mínimo, uma boa gestão desses dois itens. Proteger e fazer crescer seu “patrimônio” no poker são as competências mais importantes e difíceis desse esporte.

Gerenciar dinheiro e gerenciar saldo, por mais que pareça ser a mesma coisa, não são, especialmente se tratando de jogadores profissionais. 

Gerenciando Dinheiro

Em se tratando de gerenciamento de dinheiro, um frase amplamente dita e difundida entre os jogadores é:

“Saia enquanto estiver ganhando”

Entretanto, considerando que uma das premissas básicas do poker é a seleção dos jogos e que você de fato compreendeu como deve ser feito, qual seria o motivo para sair de uma boa partida pelo fato de ter perdido ou ganhado uma quantia na rodada anterior?

O que você de fato deve considerar é:

  • O jogo é bom e você é um dos favoritos? Continue a jogar;
  • O jogo é ruim e você não tem sorte? Se retire do jogo;
  • O jogo é bom, suas habilidade são iguais ou superiores às de seus adversários mas você não está dando o seu melhor? Deixe para amanhã, melhor não arriscar.

Viu como não é difícil fazer o gerenciamento do seu dinheiro com um pouco de bom senso crítico?

Gerenciando Saldo

Já o seu saldo, conhecido como Bankroll, é a quantidade de dinheiro que um jogador utiliza para jogar e é considerada uma das ferramentas mais importantes para os jogadores profissionais.

Aqui no blog temos um artigo inteiro dedicado ao Bankroll: “Como administrar sua banca no poker”, mas deixo aqui 04 dicas importantes que vale a pena destacar quando o assunto é gerenciamento de saldo.

4 dicas essenciais

  1. Estabeleça um limite:

É comum jogadores iniciantes não se preocuparem com Bankroll, entretanto, se você busca uma carreira profissional é importante que desde já estabeleça o quanto de dinheiro estão dispostos a apostar.

  1. Fique de olho no seu limite:

É importante que você encontre uma forma de separar o seu dinheiro pessoal, aquele que você utiliza para cobrir os seus gastos mensais, do valor que você definiu para utilizar nos jogos.

O valor do fundo nunca pode atrapalhar a sua vida pessoal e se seu saldo se esgotar antes da hora, é o momento de se afastar, rever seus conhecimentos e habilidades e esperar sua próxima renda mensal.

  1. Não jogue no seu limite:

Depois de decidir o seu saldo, pode ser até tentador buscar o torneio que esteja dentro do valor estipulado.

Entretanto, é importante que você nunca jogue no seu limite e sim dispute em mesas ou torneios abaixo do seu Bankroll para não correr o risco de acabar com o seu limite de uma só vez. Procure ganhar os jogos e expandir a sua base para que seja possível dar passos cada vez maiores. 

  1. Monitore os seus gastos:

A ideia é que você construa o seu Bankroll ao longo dos anos e em paralelo acompanhe o seu saldo no quesito de vitórias e derrotas, observando sempre o retorno do seu investimento.

  1. Disciplina:

A disciplina é uma característica que os grandes jogadores de poker constroem ao longo da carreira e é um elemento chave para alcançar o sucesso. A ideia é seguir com disciplina todos os 04 passos acima para fazer um bom gerenciamento de saldo.

Probabilidade

O poker é um jogo muito matemático e se você conseguir de fato entender as lógicas de probabilidade e aplicá-las corretamente, estará a frente de muitos jogadores. Então, aposte nesse conhecimento! 

Não se engane quando disserem que o poker é um jogo que “conta cartas”, isso é uma inverdade, uma vez que um bom jogador de poker leva em consideração, na realidade, as probabilidades de cada rodada de forma muito eficaz.

Por exemplo, existe um número limitado de combinações de duas cartas, então, caso você receba um par de rainhas, qual a chance do seu adversário ter uma mão melhor do que a sua?

Deixo aqui a indicação de um livro muito interessante sobre esse tema e também um exemplo do tipo de exercício que vocês devem fazer para treinar seus conhecimentos. Mas não se limitem a apenas essas indicações, o mundo do poker é muito vasto! 

Leia: Texas Hold’em. Odds e Probabilidades. Estratégias de Limit, No-Limit e Torneios – por Matthew Hilgler.

Exemplo:

Calcule as chances de conseguir um flush quando você tem duas cartas do mesmo naipe e duas cartas do seu naipe aparecem no flop.

Supondo que você tenha um AJ e o flop seja 87♣3.

Considerando que no baralho existem 52 cartas, sendo 13 de cada naipe, você conseguiu contabilizar 4 de copas. Das 47 cartas restantes, apenas 09 podem ser de copas e as 38 que sobraram não poderão te ajudar.

Caso aconteça de você perder o seu flush no turn, existirá apenas 46 cartas desconhecidas. Novamente, se 09 são de copas, as 37 restantes não poderão te ajudar. Vamos então multiplicar as frações:

3847×3746= 14062162

Subtraindo o número de falhas pelo o número de eventos possíveis, teremos:

1406 – 2162 = 756

Sendo que 756 é o número de combinações que resultam em um flush. Agora dividindo 756 / 2162 teremos:

0,35 ou 35%

O que significa que se você acertar um flop de quatro flush, você fará um flush 35% das vezes. Interessante, né? 

Deixo aqui também uma tabela de probabilidades que pode auxiliar muito durante o estudo de vocês. Não há necessidade de memorizar todos, mas é importante entender como funciona e tentar aplicar esses conhecimentos adquiridos nos jogos:

Quando tudo vai mal

Dias bons e dias não tão bons, todos passamos por isso certo? Não se engane, no poker também acontece mesmo quando você segue todos os passos à risca e mesmo assim perde. 

Não vou dizer que não é frustrante, porque realmente é, mas não existe fórmula mágica, o que faz a diferença é a forma como você encara isso e encontra uma oportunidade da adversidade. Chamamos isso de “a psicologia do poker”. 

Muitos jogadores não perdem tempo analisando os jogos e as jogadas quando estão ganhando, afinal, é muito mais interessante ver o dinheiro entrando e sendo acumulado. Entretanto, os bons jogadores quando perdem, buscam entender onde foi que erraram e estruturam estratégias para não cometerem o mesmo erro novamente e é isso que você deve fazer.

Além disso, vale muito a pena dar um passo pra trás e participar das rodadas que você acredita fielmente que tem chances de ganhar, isso minimiza o risco dos seus oponentes te jogarem pra fora por falta de fichas.

Perder também faz parte do jogo, o que você precisa ter em mente é o que fazer para minimizar esses riscos, como atuar nessas situações e se manter focado e disciplinado.

E aí, gostaram das dicas? Esperamos que elas ajudem vocês a darem um passo a mais no conhecimento e crescimento do poker. Não se esqueçam de que no blog da DM Créditos vocês encontrarão um conteúdo vasto sobre o poker, não deixe de ler e se aprofundar. 

Precisa de créditos em algum site de poker? Chame-nos no chat ou em nosso WhatsApp e conte com uma transação completamente segura e uma cotação justa!