Conheça o árbitro de futebol e jogador de poker Bassols

Home » Blog » Conheça o árbitro de futebol e jogador de poker Bassols

BLOG

June 28, 2021 3:40 pm

Conheça o árbitro de futebol e jogador de poker Bassols

Nesse artigo te contaremos a trajetória de Bassols, árbitro do futebol brasileiro e agora também jogador de poker!

Acredito que vocês estejam curiosos para entender o fato de Bassols ser árbitro de futebol, e além disso, estar nas mesas de poker!

É interessante vocês terem em mente, que muitos jogadores não iniciaram a sua trajetória no poker tão jovens assim e que alguns deles, inclusive, possuem formação totalmente desvinculada ao esporte mas que por alguma razão se encontram no mundo do poker e não saem mais.

Antes de mais nada, se vocês tiverem interesse em ler mais histórias de superação, trajetória e sucesso do mundo do poker, não deixe de acessar o blog da DM Créditos, pois lá vocês encontrarão inúmeros artigos contando histórias surpreendentes dos mais variados jogadores de poker do mundo afora. 

Além dessas histórias, vocês poderão encontrar também artigos que te auxiliarão a construir a sua própria trajetória, ou seja, através de muito estudo e dicas. Quem sabe futuramente não estaremos aqui fazendo um artigo especificamente para você?

Mas agora, sem mais delongas, vamos finalmente conhecer o mais novo jogador de poker do pedaço: Bassols.

QUEM É BASSOLS?

Péricles Bassols Pegado Cortez, de 46 anos, é carioca natural do Rio de Janeiro capital, nascido em 07 de março de 1975, é casado e tem dois filhos.

Bassols tem uma longa carreira e trajetória no mundo do futebol brasileiro e até mesmo internacional. Iniciou há 21 anos atrás, nos anos 2000 como árbitro e desde então teve a oportunidade de abraçar novos desafios e conquistar muita notoriedade nos gramados.

Além disso, em 2005, teve a oportunidade de se juntar também à CBF, no qual faz parte até os dias de hoje. Em 2010, fez parte também da FIFA, o qual permaneceu até 2016.

Em 2017, Bassols foi o primeiro VAR (Video Assistant Referee) do Brasil, conquista que também tem muita notoriedade, afinal, era uma nova forma de se arbitrar o futebol não apenas no Brasil mas no mundo todo.

Já em 2019, após longa carreira na arbitragem, com a experiência de ser o primeiro VAR do Brasil e árbitro da FIFA por 7 anos, Bassols apitou o seu último jogo para realizar o sonho de ser comentarista.

Ele chegou ao EI (Esporte Interativo) em maio deste ano fazendo a sua estreia na primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Como se não bastasse, além do Brasileirão, teve participações em diversos programas analisando arbitragens bem como foi comentarista na Champions League, Nations League, eliminatórias da Copa do Mundo nos jogos do Brasil, amistosos internacionais e até no Campeonato Italiano!

Após pouco mais de um ano, no final de 2020, Bassols tomou a decisão de novamente voltar aos gramados em 2021 como VAR Internacional, e de acordo com uma entrevista dada por ele e disponibilizada no Uol e em diversos outros canais de comunicação, o motivo se deu novamente pela realização de sonhos.

Segue trecho da entrevista:

“A notícia da criação do quadro de VAR Internacional, anunciada há dois meses pela FIFA, somada à recente notícia de que os árbitros brasileiros podem ir até 55 anos, me fez tomar a decisão de tentar realizar sonhos e coisas possíveis enquanto estiver como árbitro.

A decisão de voltar ao meio da arbitragem foi muito difícil por vários motivos. Já estava adaptado a São Paulo, muito integrado e muito apaixonado pela função de comentarista na Turner, onde aprendi muito e fiz grandes amigos.

Mas a possibilidade de realizar alguns sonhos, de voltar a um meio que tanto amo, saber que ia ser bem recebido nesse meio, me encorajaram na perspectiva de voltar e trilhar uma grande carreira no tempo que resta, buscando ainda ser melhor do que eu fui enquanto árbitro.”

Bassols iniciou o ano de 2021 indo novamente atrás de seus sonhos e novamente sendo brilhante. Mas vocês devem estar se perguntando: “onde o poker entra nessa história?”. E é exatamente sobre isso que falaremos agora mesmo!

O POKER JÁ ESTAVA NO SANGUE

Antes de mais nada, é importante vocês terem em mente que Bassols não é um jogador de poker profissional e muito menos dedica a sua vida a carreira no poker. Como vocês puderam perceber, ele possui uma carreira absurdamente consolidada, requisitada e de muita notoriedade no futebol brasileiro e até mesmo internacional. 

Porém, aficionado ao esporte que é, Bassols dedica uma parte de seu tempo às mesas de poker. E antes que vocês me perguntem sobre a utilização do termo “esporte”, já deixo aqui como sugestão de leitura o nosso artigo que fala exatamente sobre isso: “POKER: UM ESPORTE OLÍMPICO. SAIBA SOBRE ESSA POSSIBILIDADE”

Nele, além de vocês entenderem o motivo de ser considerado um esporte, ainda fica por dentro do burburinho que está rolando no mundo do poker sobre o jogo poder fazer parte futuramente dos jogos olímpicos. Convenhamos, seria incrível não é mesmo?

Vale lembrar, que o poker é um esporte que tem ganhando mais espaço dia após dia, principalmente devido ao fato de ainda estarmos vivendo em período de isolamento social. Isso fez com que o número de adeptos disparasse e a curva de jogadores se acentuasse de forma animadora, então, não deixe de ler!

Como o poker entrou na sua vida?

Bom, vamos voltar ao que interessa, afinal, como Bassols passou a integrar a comunidade do poker?

O poker apareceu na vida de Bassols através de sua família, mas principalmente através de um falecido tio que jogava bastante.

Ele conta que nos encontros de família que aconteciam aos finais de semana, ele se recorda de sempre ter uma mesa, um fichário e a mesma “galera”, normalmente esse tio, seu pai, outros tios e conhecidos, compondo o poker de cinco cartas numa variação mais antiga.

Entretanto, como ainda era muito novo, não era autorizado a jogar, mas o poker já era algo que lhe chamava a atenção e por essa razão, ficava a noite toda ao lado da mesa questionando como eram as mãos, as cartas, como jogava, quais eram as apostas e todas as informações possíveis para que ele pudesse estar sempre por dentro do que estava acontecendo.

Bassols, mesmo novo, fazia algo muito interessante, ele jogava o jogo em sua cabeça apenas vendo as cartas de um jogador e de outro, pensando o que faria em cada situação e até mesmo o que deixaria de fazer e aguardava para ver quais seriam as ações desses jogadores, se eles faziam igual ao que ele tinha pensado ou não e assim ele foi se desenvolvendo enquanto se divertia.

Então, mesmo sendo novo e sem imaginar, Bassols já fazia uso de uma estratégia muito importante para jogadores profissionais: estudar o jogo!

O fato dele jogar em sua mente fazia com que ele estudasse o jogo sem perceber, afinal, nem todas as jogadas eram como ele estava imaginando, e é exatamente isso que um jogador profissional faz ao término de um jogo que não foi lá grandes coisas, ele refaz o jogo estudando as ações tomadas por ambos os lados, o dele e de seu adversário.

Antes de continuarmos, se você quer aprender estratégias de poker e saber como os jogadores de poker profissional atuam, não deixe de acessar o blog da DM Créditos, lá você encontrará diversos artigos com estratégias e dicas que te ajudarão e muito a se desenvolver.

De antemão, já deixo aqui dois artigos que vocês podem se interessar: “ESTRATÉGIAS TEXAS HOLD’EM: QUAIS AS MELHORES PARA SE DAR BEM” e “AS MELHORES DICAS DE COMO GANHAR NO POKER”.

Então, quando Bassols se tornou adolescente, começou a fazer uma mesa apenas dos primos e sua irmã, que também havia pegado gosto pelo jogo.

Bassols considera que é algo que está no sangue, afinal, ele já sentia muita vontade de jogar poker, ouvir o barulho das fichas e até mesmo apostar uma graninha!

QUANDO SE AFASTOU DAS MESAS

Em entrevista ao site Mundo do Poker em Novembro de 2020, Bassols conta que acompanhou o crescimento do esporte no Brasil e disse:

“Eu peguei o poker desestruturado, peguei o nascimento do Texas Hold’em no Brasil que foi a transmissão da mesa do (Chris) Moneymaker em 2003, se não me engano pela ESPN.

Eu assisti todo aquele programa gravado e editado, da passagem dos dias à mesa final, eu assisti tudo aquilo até a vitória do Moneymaker, e depois daquilo houve um “boom” do poker no Rio de Janeiro só que ainda sem estrutura.

As pessoas que gostavam de poker começaram a organizar o poker no Rio, começaram a se juntar em casas de festas, pubs, até nas próprias casas das pessoas fazendo clubes, mini clubes e eu fui a vários torneios assim em várias situações.

Por conta disso, eu acompanhei a estruturação do poker no Rio de Janeiro e ouvia falar de São Paulo e resto do Brasil”. 

Entretanto, mesmo acompanhando mais de perto essa estruturação em clubes e federações, que inclusive até conhecia algumas das pessoas que começaram essas fundações no Rio de Janeiro, ele infelizmente não podia ter muito envolvimento e participação devido ao seu trabalho na arbitragem.

A escolha entre o futebol e o poker

Logo após, a carreira de arbitragem acabou o afastando das mesas, uma vez que conciliar o seu trabalho como árbitro e o poker, principalmente naquela época, poderia não ser muito bem visto, afinal, no mundo do poker ocorrem diversas apostas esportivas e a figura de um árbitro poderia gerar especulações e por essa razão Bassols nunca teve grande envolvimento e participação.

Vale ressaltar, que a resistência a o preconceito com o poker ocorreram durante anos e anos, podemos considerar “recente” que o esporte é bem visto e aceito pela sociedade em geral, uma vez que é comum as pessoas atrelarem o jogo de cartas a um jogo de azar.

Inclusive, há muitos anos atrás, era considerado um jogo proibido. Leia esse artigo e saiba tudo sobre a teoria do poker.

Dessa forma, Bassols se dedicava mais ao seu home game com os seus amigos e vez ou outra durante as suas férias, participava de algum torneio mais legal.

Além disso, durante suas viagens como árbitro, costumava jogar online, raro as exceções de quando as viagens eram internacionais, pois era mais complicado conciliar, mas ainda assim conseguia participar de alguns torneios menores.

Amante do poker que é, Bassols carregava o fichário que sempre via em sua adolescência para as viagens também, pois assim conseguia reunir uma galera para jogar de forma mais recreativa, para brincar, o que tornava tudo muito divertido.

REG LIFE

Em Outubro de 2020, Bassols fez uma publicação muito interessante em seu Instagram que deixou a comunidade do poker agitada: a sua vitória em um torneio da comunidade Reg Life.

Nesse torneio, uma de suas premiações foi um ticket de US$109 dólares no party poker, além de ter o nome divulgado, o que tornou a sua paixão pelo poker notória para o público.

Caso você não saiba, a Reg Life é uma comunidade voltada para iniciantes e recreativos, mas também com espaço para aqueles jogadores mais experientes.

Nela, os jogadores têm acesso a centenas de jogadores experientes com disponibilidade para tirar dúvidas e ajudar, desde o assunto/tema mais básico ao mais avançado.

Nessa comunidade, por mais experiente que você seja ou até mesmo se você faz parte de um time, poderá aproveitar a Reg Life, uma vez que o foco dela é promover diferentes experiências ou iniciativas, perpassando tanto pela parte técnica que é muito importante, como também pela parte mais pessoal, voltada para o psicológico e até mesmo planejamento de carreira do jogador.

Mas, para Bassols, o que mais tem valido a pena é o fato de estar aprendendo com jogadores de peso que são muito mais experientes do que ele.

Nessa mesma entrevista dada ao mundo do poker, Bassols contou:

“Parar para estudar na RegLife agora é algo que eu sempre havia sonhado enquanto eu estava na arbitragem, mas que eu não podia fazer porque não adiantava.

Por mais que eu me dedicasse aos estudos, eu não ia poder jogar os torneios que não fossem online e eu não tinha tempo porque na semana trabalhava e no final de semana tinha jogos para fazer – quando não tinha jogos também na semana.

Enquanto eu era árbitro internacional, algumas viagens duravam a semana inteira, então era muito difícil de conciliar.

Então eu nunca parei para estudar e está sendo uma oportunidade incrível porque eu me deparei com a formação da comunidade e um amigo meu, que é até árbitro, Marcelo Oliveira, me indicou e me inscrevi no último dia.

Estou curtindo demais estudar com os caras porque ali você tem o Yuri, o Gustavo e o Mário Júnior na presidência e uma comunidade cheia de gente muito craque, que tá gerando muito conteúdo, uma galera de altíssimo nível gerando conteúdos diários.

A comunidade virou algo muito acima do que eles haviam proposto inicialmente. É extremamente viva, que se retroalimenta dos próprios membros que querem compartilhar.

Isso é incrível e eu tô bebendo da fonte dos caras tentando aprender com eles na medida do possível porque mesmo entrando para a comunidade, eu tenho o tempo restrito”.

Bassols tem vontade de ir mais fundo no poker, fazer com que o seu hobby se torne lucrativo, mas entende que colocar volume online é algo desafiador para ele devido a sua rotina familiar e de trabalho.

Uma mudança gradativa

Dessa forma, ele não descarta a possibilidade, entretanto, precisa fazer isso de forma mais devagar, de acordo com o que a sua vida de jogador recreativo que tem o desejo de se tornar regular permita, dando um passo de cada vez, porém, está com disposição aos estudos para que isso aconteça.

Mesmo sendo jogador recreativo, Bassols já teve a oportunidade de participar do BSOP (Brazilian Series of Poker) em 2016, porém não conseguiu chegar tão longe, não apenas devido a sua falta de bagagem técnica como também devido ao seu trabalho na arbitragem, e em 2019 participou do Winter Millions.

Bom pessoal, chegamos ao fim do nosso artigo. Espero que vocês tenham gostado de conhecer um pouquinho da história do Bassols e de como ele chegou nas mesas de poker. 

Diferentemente dos demais artigos que falamos sobre os jogadores profissionais, é importante também dar foco naqueles que ainda estão trilhando o caminho para se tornarem jogadores regulares para que vocês possam se inspirar e começarem também.

Como vocês puderam ver, Bassols por mais novo que tenha começado a jogar de forma recreativa, apenas agora decidiu se dedicar e empenhar mais as mesas, logo, não pense que é tarde demais para que você também comece!

E, para finalizar, antes que eu me esqueça, aqui na DM Créditos temos a melhor cotação do mercado para compra a venda de fichas de poker, não deixe de conferir. Estamos disponíveis no chat e no Whatsapp e teremos o maior prazer em te atender. 

Um abraço e te vejo nas mesas.

Facebook | DM Créditos

Whatsapp: (31) 9 8472-3490